As fugas da minha cachorrinha

Neguina Pretuska Viralata Sapekina
Vigiai e orai, para que não entreis em tentação; na verdade, o espírito está pronto, mas a carne é fraca. (Mateus 26:41 - ACF)

Esta cachorra da foto é a Neguina, a cachorrinha de estimação que temos. Ela veio morar com a gente em 2015, quando já tinha um ano, e até já participou de uma mudança de casa com a gente.

Nas duas casas, o lugar onde o carro fica é um pouco longe da rua. Então ela aproveita pra fugir depois que abrimos o portão e vamos/voltamos para o carro.

A casa que morávamos fica à beira de uma rodovia com um tráfego considerável. Por isso ficávamos receosos quando ela fugia, fazendo até com que chegássemos atrasados aos nossos compromissos para trazê-la de volta.

Mas a casa que moramos agora está numa região mais afastada, quase que rural e, portanto, bem menos movimentada. E, por isso também, nem nos preocupamos com as fugas dela. Até porque ela já está mais grandinha e volta sozinha pra casa.

Amor e Ódio às Nações

E cada nação pode ter mais de uma cultura...
"Porque a graça salvadora de Deus se há manifestado a todos os homens,

Ensinando-nos que, renunciando à impiedade e às concupiscências mundanas, vivamos neste presente século sóbria, e justa, e piamente,


Aguardando a bem-aventurada esperança e o aparecimento da glória do grande Deus e nosso Senhor Jesus Cristo;


O qual se deu a si mesmo por nós para nos remir de toda a iniqüidade, e purificar para si um povo seu especial, zeloso de boas obras. (Tito 2:11-14 - ACF)"

Nós, brasileiros, temos um costume (que não sei se é igualmente visto em outros povos), que é o de falar mal de seu próprio povo, incorrendo, assim, num tipo de auto-depreciação.




Um Dia Por Vez

E se cada dia fosse um tijolo?
Ensina-nos a contar os nossos dias, de tal maneira que alcancemos corações sábios.(Salmos 90:12 - ACF)

De vez em quando a soberania de Deus (a qual é eterna, assim como ele) faz com que tenhamos impactos no nosso aqui e agora. Mas o interessante é que tais impactos também fazem parte dessa soberania.

Me veio à memória uma história que um chefe de um antigo emprego me contou, a qual era mais ou menos assim:

"
Certa vez, ao visitar uma enorme construção, uma pessoa parou diante de um operário e perguntou-lhe o que estava fazendo. O trabalhador respondeu: "Estou assentando tijolos".

Continuando seu passeio, o visitante fez a mesma pergunta a um segundo operário, recebendo como resposta: "Uma parede".

Mais adiante, inquirindo um terceiro trabalhador (a fazer a mesma coisa que os dois primeiros), teve como resposta: "Estou construindo uma catedral"."

Certamente o sentido que esse meu ex-chefe quis passar ao contar essa história era que a minha visão deveria ser mais ampla e que, talvez, eu não devesse julgar insignificante meu trabalho. Mas nessa reflexão o sentido será diferente.

Ninguém sabe quanto tempo vai trabalhar nessa construção. Ninguém sabe se o seu produto final será, de fato, um punhado de tijolo assentados, um muro ou uma catedral. Na verdade, só poderão dizer qual foi o produto final aqueles que permanecerem nesta vida após a partida daquele que foi o "pedreiro", além de Deus, é claro.

Por isso aquele que diz que está assentando tijolos não deveria ser reputado à posição de inferioridade, pois esse é o único que realmente sabe o que está fazendo e, portanto, o que sabe o que está falando.

Deus nos deu um único dia, o qual se chama hoje. Temos esse dia num tempo chamado Presente, palavra esta que, na língua portuguesa também alude a uma dádiva. Uma dádiva jamais pode ser desperdiçada. Segundo o Pr. Russel Shedd
"Dias não-contados referem-se a dias não-aproveitados, horas em que nada se fez ou não se aprendeu nada de valor.".

Por isso que a oração proferida por Moisés em seu salmo se faz tão necessária para nós. Que coloquemos todo o nosso empenho naquilo que pode ser o simples assentar de um tijolo, pois pode ser que disso resulte uma catedral a qual só terá um que poderá e deverá ser adorado: Deus!

Que Deus nos ensine a viver o hoje que ele nos dá, a fim de que em tudo venhamos glorificar seu Santo Nome. Até a próxima!

Os efeitos colaterais de um "evangelho placebo"

Remédios que, em sua maioria, não fazem só bem...
Nasceu minha filhinha. E como acontece com algumas mulheres, o leite materno ainda não havia chegado.

Um dos médicos disse que iria receitar um antipsicótico o qual tem como um de seus efeitos colaterais a hiperprolactinemia (produção excessiva do hormônio responsável pela produção do leite).

Na hora a minha reação foi a de dizer à minha esposa que ela não iria tomar esse remédio. Graças a Deus esse remédio não fez falta para o fim que ele gera de forma indireta.